Horácio Guimarães eleito presidente do IEP

O engenheiro Horácio Hingenberg Guimarães foi eleito presidente do IEP para a gestão 2019-2021, no pleito finalizado na noite de 10 de abril, data em que a votação foi presencial, depois de dois dias de votação via internet.

Horário Hingenberg Guimarães será o 35º presidente do Instituto de Engenharia do Paraná

Ele encabeçou a chapa “IEP – Protagonismo de vanguarda”, que recebeu 448 votos contra 393 conferidos à “IEP: Tradição, Respeito e Ação”, liderada pelo ex-presidente da entidade, Cássio José Ribas de Macedo.

Ao lado de Horácio Guimarães, que vai suceder a José Rodolfo de Lacerda e será o 35º presidente nos 93 anos da entidade, estão os engenheiros José Alberto Pereira Ribeiro, vice-presidente; José Ernesto Mion Guariza, diretor administrativo; Alexandre Mattar Sobrinho, diretor financeiro; e Ferrucio Kochinski, diretor técnico.

Horário Hingenberg Guimarães é engenheiro civil pela UFPR, turma de 1974, tendo ocupado importantes cargos nas áreas de operações ferroviárias e de logística em empresas como Transferro Transportes Multimodal, Ferropar, ALL e Rede Ferroviária Federal.

No âmbito do IEP é membro do Conselho Deliberativo, que coordena desde 2016, além de coordenador da Câmara Técnica de Transportes e Logística. É membro da Câmara de mesmo nome na Federação das Indústrias do Estado do Paraná e do Conselho Fiscal do Instituto Lactec.

IEP, 35 PRESIDENTES

Mais antiga instituição profissional da Engenharia no estado, e a quarta no Brasil, o Instituto de Engenharia do Paraná foi fundado em 6 de fevereiro de 1926, em sessão realizada no prédio histórico da UFPR, na praça Santos Andrade, com a presença de 46 engenheiros e professores e cinco acadêmicos de Engenharia, liderados pelo diretor da Faculdade, Plínio Alves Monteiro Tourinho.

Seu primeiro presidente foi João Moreira Garcêz, então prefeito de Curitiba (cumpriu dois mandatos no Executivo da cidade, de 1920 a 1928).

Depois de Garcez presidiram o IEP: José Niepce da Silva, Plínio Alves Monteiro Tourinho, Adriano Gustavo Goulin, Agnello Ribeiro Ribas, Arnaldo Izidoro Beckert, Flávio Suplicy de Lacerda, João Paz Raimundo Filho, Durval de Araujo Ribeiro, Raul Zenha de Mesquita, Oswaldo Pilotto, Rubens Reis Pereira de Andrade, Ruy Virmond Carnasciali, Venevérito da Cunha, Carlos Luis Lück, Eliasib Gonçalves Ennes, Mário De Mari, Pedro Viriato Parigot de Souza, Ivo Arzua Pereira, Rubens Meister, Euro Brandão, Véspero Mendes, Paulo Augusto Wendler, Cássio Bittencourt Macedo, Luiz Carlos Pereira Tourinho, Ney Fernando Perracini de Azevedo, Ivo Mendes Lima, Volmir Selig, Gilberto Piva, Luiz Cláudio Mehl, Jaime Sunye Neto, Cássio José Ribas de Macedo, Nelson Luiz Gomez e José Roberto de Lacerda.

O engenheiro Luiz Carlos Pereira Tourinho, filho do fundador Plínio, foi o presidente que mais mandatos cumpriu: oito, sete dos quais consecutivos, de 1973 a 1987 e de 1993 a 1995, totalizando 16 anos.

Compartilhar:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *