Na histórica Lapa, a semana é do 12º Festival de Cinema

O filme “O Amor dá Trabalho” abre o Festival na noite da quinta-feira

Começa nesta quinta-feira 7 e vai até o domingo 10 de novembro, a 12ª edição do Festival de Cinema da Lapa, evento já tradicional do calendário cultural paranaense, que oferece, gratuitamente, ao longo dos quatro dias, exibição de filmes e uma série de atrações especiais.

A Lapa, situada a 70 quilômetros de Curitiba (PR), integra a região metropolitana da capital e é uma cidade histórica que cresceu com o comércio da erva mate e o tropeirismo e foi palco de um importante episódio da história do Brasil: O cerco da Lapa durante a Revolução Federalista, em 1894.

O festival é uma promoção do Instituto Histórico e Cultural da Lapa, em parceria com o Instituto Borges da Silveira, com produção de A Labirinto Produtora.

Os filmes serão divididos em diferentes mostras e sessões temáticas, com destaque para a mostra competitiva de longas, que vai premiar, entre outros, a melhor produção e os melhores diretores, atrizes e atores.

Realizada em uma tenda instalada na Praça General Carneiro, no Centro da Lapa, e em outros espaços selecionados especialmente para o evento, a programação oficial contará, também, com shows, homenagens e exposições, além de oficinas gratuitas de cinema para crianças e adolescentes do município. Outro destaque é a mostra de cinema itinerante que vai percorrer os vilarejos mais afastados da Lapa.

Em edições anteriores, o Festival de Cinema da Lapa contou com a participação de diretores e atores de renome nacional, como Selton Mello, Alexandre Nero, Ary Fontoura, Paulo Betty, Luiz Mello, Letícia Sabatella, Leona Cavalli, Rodrigo Veronese, Jackson Antunes, Adriana Birolli, Polyana Aleixo, Guilherme Weber, Nicette Bruno, Julia Buscacio, Letícia Braga, Eva Wilma, Murilo Rosa, Nivea Maria e Osmar Prado.

PROGRAMAÇÃO OFICIAL

Um dos destaques da programação é a Mostra Competitiva de longas metragens, que terá  a exibição dos filmes “O Amor dá Trabalho”, “Eu sou Brasileiro”, “Nóis por Nóis” e “Maria do Caritó”. Estarão em disputa, entre outros, os prêmios de Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Diretor e Melhor Filme.

A programação oficial inclui curtas e longas na Mostra Infanti; Mostra Filmados na Lapa, somente para produções locais; Curtas Metragens Paranaenses; e Celulapa, com filmes produzidos com celular.

Lilia Cabral, atriz do filme “Maria do Caritó”, vai receber o troféu Tropeiro da Lapa

Duas exposições fazem parte do evento: “O Cinema no Olhar ”, com fotografias do acervo do Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS), com curadoria de Gefferson Vaz e produção de Tiomkim, na Casa Ney Braga; e “Projeções através do tempo”, reunindo o acervo do colecionador Orlando Gonçalves, Theatro São João.

O troféu Tropeiro da Lapa, que homenageia nomes importantes do cinema brasileiro, será entregue este ano à atriz Lilia Cabral, que estará na Lapa no sábado; a comenda Tropeiro da Lapa será destinada ao médico lapeano Luiz Lauro Lacks; o diploma de Mérito para o ator paranaense Licurgo Espínola e para o exibidor Milton Durski.

Informações: festivalcinemalapa.com.br

 

Compartilhar:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *